segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

CRONICANDO - 26/01


O Sentido do Tempo


Saudações...

Outro dia, resolvi fazer uma coisa que não faço desde muito tempo.

Calma que não é nada demais!

Vou explicar.

Nós que já passamos dos trinta começamos a aceitar certos axiomas e estereótipos sobre a passagem do tempo que acabam virando verdade. Sabe aquela coisa nazista do Joseph Goeblees, aquele chefe da propaganda nazista, que dizia que “Não há mentira que, se repetida uma determinada quantidade de vezes, não se transforme em uma verdade”. Pois é, assim se formam os estereótipos, verdades nem sempre verdadeiras. Um deles é aquele que diz: “haaa, não tenho mais idade pra fazer tal coisa, não tenho mais pique pra isso...”

O tema que eu quero tratar aqui é sobre essa coisa de perder noite. Aliás, o Circulando, já me leva uma parte dela mesmo...

Eu ficava repetindo pra mim mesmo que esse negócio de passar a noite em claro seja na balada, seja trabalhando ou estudando (e diga-se que tenho feito muito isso) não é uma coisa legal. E embora seja obrigado muitas vezes a ver o dia clarear de dentro do escritório digitando infindáveis páginas ou revisando intermináveis textos, ou ainda editando imagens, confesso que não faço isso de bom grado e muitas vezes suspiro resignado à desdita de ser um notívago forçado.

Pois é, resolvi, como disse no início, fazer voluntariamente algo que não faço há muito tempo. Ver a alvorada, o amanhecer, a aurora por simples prazer, por vontade... Esperar o dia raiar... Ficar com a cara de ontem... como queiram!

Vou contar a vocês... foi um barato. Um barato mesmo! No sentido lisérgico da palavra. Tive uma onda. Se é que eu sei como é ter uma “onda”. Logo eu que não bebo e não fumo e o máximo de droga que eu experimentei foi coxinha de galinha, pastel e kibe na Fonte Nova domingo de tarde antes do BAVI. E a química mais pesada que eu conheço chama-se Tubaína!

Mas, tive uma onda, como alguns possam preferir entrei em um êxtase, falei com Deus. Entendi a vida. Foi legal. E eu juro que não surtei.

Apenas acho que o fato de ter me permitido uma descontinuidade no ciclo sono-vigília-sono-vigília me deu uma nova noção de continuidade. Uma coisa meio indiana (bem afeito aos caminhos televisivos atuais). Fiquei mais sensível enquanto o sol aparecia por trás da minha santificada cidade ( o nome não nega seu sentido santificado).

Se o pôr-do-sol da Baia de Todos os Santos é belo o expôr-do-sol é igualmente fabuloso. Fui premiado. Fiquei sensível mesmo. Entendi o significado simples de algumas coisas que eu havia esquecido temporariamente. Como somos abençoados por vivermos em uma terra como essa cheia de belezas, malícias, criatividade e música. A Bahia é música... mesmo em silêncio. Pois, a sua beleza canta sem fazer barulho. Essa terra é harmonia pura!

Lembrei de que nos lamentamos demais e agradecemos de menos. Esquecemos de agradecer a quantidade impressionante de gente que nos ama, que nos admira e que são um estímulo permanente para o nosso crescimento. Esquecemos delas... ou, pelo menos, esquecemos de lembrar delas...

Sabe aquela frase?

“As pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos.”

Esqueça o lado dramático da frase e pense apenas que devemos impregnar a vida das pessoas que convivem conosco com a nossa presença amorosa. Isso é uma obrigação.

No meu despertar sem sono eu também pensei que precisamos dar mais valor às coisas simples e se exasperar menos com o que parece irremediável. Aliás, exatamente porque nada é irremediável. Se existe algo mais perfeito fruto da tradição universal é a idéia de que tudo passa...

E ainda assim o tempo é inexorável e o tempo é a única coisa que não se pode voltar para trás. Por isso, como diz o provérbio bretão, plantemos nosso jardim e decoremos nossa alma, ao invés de esperar que alguém nos traga flores.

E finalmente, enquanto os primeiros raios da aurora prateavam o espelho d´água límpido e um pouco poluído da Baia de Todos os Santos eu reencontrei meu laço desatado com a poesia e com humildade disfarçada escrevi:

Existem dias, Amor, tão torturosos,

Em que os gênios do mal mais lancinantes

Despertam dos ermos mais escabrosos;

Existem dias assim, duros, sufocantes.


Há as manhãs, no entanto, esfuziantes,

Em que Luz lança-se em fachos poderosos,

Em que a Vida aparece bruxuleante,

E os anjos tocam clarins maravilhosos.


Mas se tudo em nada tem constantimento,

E os dias são fugazes, no mundo e lida,

Altos e baixos de constância desprovida,


Já seus olhos, sempre, acalmam os sofrimentos;

E teu sorriso-aurora, sempre, encantamentos;

E teu Amor, em mim, sempre, o dom da Vida!


Dito e feito, vamos circular...



Ricardo Carvalho



domingo, 25 de janeiro de 2009

Rock in Bahia!

Olá, Circulantes!

Por causa dos nossos convidados da sexta-feira, e do Festival de Verão na semana que vem, a enquete do programa foi: você acha que Salvador suportaria um festival de rock nos moldes de estrutura e projeção do Festival de Verão? Discutimos este assunto com os ouvintes e, é claro, com Álvaro Tatoo da banda Mortícia e Roberta e René da banda Aguarraz. Ambas as bandas se apresentariam na quarta edição do Arena 1, neste fim de semana.

Frente: Álvaro Tatoo, eu, Roberta e René
Atrás: Gustavo Lago, Paula Berbert e Ricardo Carvalho

Algumas questões foram levantadas envolvendo o rock na Bahia, como falta de espaço, de verba, de patrocínio, de local pra tocar, de público e de união. Ou seja, o de sempre. A pergunta é: o que fazer? Sair daqui pode funcionar para o rock da Bahia, mas não para o rock na Bahia. Segundo Álvaro, graças à força das grandes gravadoras e dos empresários do axé, os baianos já nascem condicionados a gostar gratuitamente de um único gênero musical. Seria necessária uma reeducação cultural. Quem poderia ajudar? Criar um público consistente e atrair patrocinadores, seria como nadar contra uma maré que mais parece um Tsunami! São muitas as estratégias para manter tudo como está, eu sei que é difícil furar este esquema, mas não foi sempre assim. Se o próprio axé furou o bloqueio do eixo Rio-São Paulo, por que o rock produzido na Bahia não pode fazer o mesmo em seu próprio estado?

Produtos de qualidade, contatos e união movem montanhas, acreditem! E o quadro já não é mais o mesmo de alguns anos atrás. Hoje, por exemplo, rola, às 18 horas, o segundo dia do Arena 1, com as bandas Lampirônicos, Intra e Mortícia na arena de patins do Jardim dos Namorados na Pituba, o cantor Zéu Britto em mais uma edição do projeto Bahia de Todos os Sons com a banda O Círculo na Praça da Cruz Caída, e desde as 15 horas está rolando a Black Sunset na Boomerangue com o rock das bandas Pandora, Librorvm, Forsaken, Keter e Escarnium.

O problema é: de nada adianta ficar reclamando das rádios, TVs, empresários e do sistema, se quando rola uma oportunidade, o público não comparece! Estive ontem no Arena 1, com Aguarraz, Capitão Parafina & Os Haoles e Neto Lobo & A Cacimba DE GRAÇA, num puta lugar legal, com uma estrutura massa e uma platéia MINGUADA.

Por causa da nossa enquete de sexta, um amigo do meio do entretenimento entrou em contato para dizer que eu dei "um furo". Se liguem... só depende de vocês!

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Aniversário de Tatau!

Olá, Circulantes!

Ontem, cobri o ensaio de Tatau como havia prometido a ele no ar quando falou com a gente no Circulando de segunda-feira para prestigiar Gil, nossa entrevistada, que havia sido sua convidada no ensaio da semana passada. Foi sensacional!

Especialmente ontem, foram dois shows na Praça da Cruz Caída, onde eu nunca tinha ido desde que começou a abrigar eventos. Tudo isso por causa do aniversário de Tatau: 41 Primaveras!!! Quer dizer, o negão é bonito, talentoso, Vitória e ainda por cima, aquariano como eu. Mas não foi o único aniversariante presente...

A festa começou com o Harmonia do Samba fazendo a "Melhor Sengunda-feira do Mundo" em plena quinta-feira. No camarim, Tatau assoprava velinhas pela primeira vez ao lado de outros dois anivesariantes: Reinaldo do Terra Samba e Beto Jamaica. Alvinho da Mr. João e Levi da Via Circular, representando a nova geração do axé, foram dar o seu abraço, e da velha guarda, o lendário Guiguiu do Ilê e Caetano Veloso. Este aí, chegou minutos antes da entrada de Tatau, cheio de crianças, seguiu do camarim para o lado do palco, onde subiu logo após a primeira música do show, cantou uma única canção e se mandou. Achei xôxo. Pareceu obrigação.

Enfim, ele deu a entender estar agoniado por causa das crianças, mas antes da Cruz Caída, tinha curtido o Psirico com criança e tudo lá no Museu du Ritmo... Vá saber! Deixa Caetano quieto. Quem fez a festa mesmo foi o público que compareceu em peso! Tatau, elegante que só, homenageou e pediu palmas para o Ara Ketu, banda da qual esteve à frente por mais de 20 anos, cantando vários sucessos do Ara na seqüência! Mas o melhor momento da noite foi quando Tatau chamou Reinaldo, Beto, Cumpadi Washington, Levi e Guiguiu para fazerem uma homenagem ao novo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. "Esse aí correu dobrado! Enquanto o branco corre 200, o negro precisa correr 400!" - disse Tatau, que em seguida improvisou um pout-pourri de músicas que enaltecem a raça negra como "Brilho de Beleza", "Depois que o Ilê Passar", "Pérola Negra" e "Canto da Cor". Confira nas imagens do meu celular e hoje à noite, a cobertura completa no Circulando!

video

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Curiosidades do programa com Gil

Gente, faltou comentar as curiosidades reveladas durante o programa com Gil! Ficamos sabendo, por exemplo, que o nosso querido Ricardo Carvalho também já foi professor de Gil, e a danada disse que era apaixonada por ele! Rick lembrou que ela, inclusive, chegou a escrever uma cartinha de amor! E mais... na despedida de fim de ano, Gil presenteou o professor de história com... pasme... um cabide! Pensei em tudo: dança do cabide, carregar Gil... mas não. A adolescente Gil, simplesmente, quis dar uma lembrancinha para que o professor não se esquecesse dela, e pegou a primeira coisa que arranjou. Pelo visto, funcionou!

Funcionou porque quem a conhece não há como esquecê-la, porque um cabide é um cabide, e, convenhamos, Gil ficou famosa! Rick está casadérrimo e possui uma família linda, e a minha amigueta Gilmelândia está feliz da vida com o Capitão Ernesto...

Agora, cá entre nós, repararam na coincidência? O cara não só se chama Ernesto, como é A CARA DO NETINHO! Vale lembrar que meu amigo Netinho deu uma super força a Gil no início da sua carreira na Banda Beijo, e apostou no talento dela!

Beijo, amiga, e tudo de bom!

Gil abre o jogo no Circulando!


A cantora Gilmelândia foi a convidada especial do Circulando desta segunda-feira para falar dos motivos pelos quais não desfila por dois anos consecutivos no carnaval de Salvador, e do desafio de ancorar a transmissão da festa ao lado de Adriane Galisteu pela Band.

Gil falou da decepção de ter tido o seu carnaval cancelado no último instante em 2008 pelo seu ex-empresário, que, apesar de não trabalhar mais com ela, ainda possuía vínculos legais. Explicou que este ano foi diferente: ela optou por fazer a transmissão pela Band. O que não quer dizer que está parada com relação à carreira de cantora. Ela e a produtora Sunshine estão trabalhando a música "Dominado", enquanto "Rua" corre por fora até finalizarem o novo CD.

A cantora aproveitou para falar dos bastidores do processo que a levou à TV. Disse que o então diretor da TV Itapoan, Alexandre Raposo, que atualmente é o presidente da Rede Record, sempre quis investir nela para a TV, até que surgiu o convite para apresentar o Bom D+ substituindo Scheila Carvalho no dia do seu aniverário. Mais tarde, foi com a própria Scheila e outras pessoas de quem era fã, que Gilmelândia concorreu para assumir a apresentação do Viva a Noite no SBT. Segundo a cantora, a filha de Sílvio Santos identificou nela a verdade e a alegria espontâneas que são indispensáveis para a comunicação de entretenimento na TV.

Boa sorte, Gil! O Circulando está torcedo por você!

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Bonfim Light, Pessoas Invisíveis e Festival SXSW 2009!


Pra variar, o programa foi muita informação... Nosso querido DJ AJ Perez teve um compromisso e deixou um set mixado com a gente caso não conseguisse chegar a tempo, mas nem foi preciso! Foi um dia híbrido com as características usuais de uma sexta que antecede um fim de semana de verão na Bahia, e de segunda, já que o dia aterior foi a Lavagem do Bonfim, festa que dá início à contagem regressiva rumo ao melhor carnaval do mundo: o de Salvador!

Então fomos logo de Bonfim Light! Na matéria, Durval Lélis fala do seu mais novo personagem, o Zombalino o rei da Quizomba, do DVD que já faturou Disco de Ouro em menos de um mês de lançado, da música nova "Dia do Asa", da família, da Trivela... Realmente, o Asa está de parabéns pela ótima fase em que se encontra às vésperas do carnaval. Tem também a turma do Jammil! Manno e Tuca falam da força da música Tchau, I Have To Go Now, e das músicas de outros de artistas que também prometem. Manno dá um especial destaque ao Grupo Fantasmão, dizendo-se impressionado com o show e com o CD e apaixonado pela banda!

Além da matéria, no estúdio, estavam o nosso, agora oficialmente, colunista do Circulando nos Bastidores Gustavo Lago que deu um show de simpatia; Bruno Carvalho, vulgarmente conhecido como Bruno Pizza, fundador e vocalista do Pessoas Invisíveis, que lançaria seu premiado CD homônimo numa trilogia a começar pela festa no sábado; sua namorada e musa inspiradora, além de assessora para assuntos aleatórios Nilma Cristina, e o agregado Eduardo Lubisco, nosso ouvinte mais assíduo, namorado na nossa produtora Paulinha Berbert, fotógrafo nas horas vagas, autor das fotos que ilustram este post!

Por falar nele, a enquete de hoje, que foi "O que você gostaria de fazer se pudesse ficar invisível?", poderia ter sido uma que usamos na semana passada quando falávamos da estréia do filme Se Eu Fosse Você 2: "Com quem você gostaria de trocar de corpo por um dia?". Se Lubisco trocasse de corpo com Bruno, com certeza não enfrentariam os problemas enfrentados por Cláudio e Helena, interpretados por Glória Ramos e Toni Pires.

Bruno Lubisco e Eduardo Pizza

Também tivemos a participação do músico baiano Lucas Santanna falando da sua participação no Festival South by Southwest 2009, também conhecido como SXSW. Lucas é um dos três baianos que está na lista divulgada na quinta-feira passada pela organização do evento, que é um dos mais importantes encontros atuais da música independente nos Estados Unidos, que inclui ainda cinema e tecnologia. Parabéns, Luquinhas!

Enfim, me diverti bastante, espero que você também!
Até ó próximo Circulando!

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

De longe e de perto...

"C"de Circulando para todos...

Estou muito longe mas, acompanhando o programa regularmente pela internet.

Ansioso para voltar para esse ambiente encantador que é o Programa Circulando.

Aqui ao sul da América do Sul estão algumas das mais belas paisagens do mundo.

As temperaturas estão próximas dos 10 graus e o sol só se põe depois das 10h da noite.

Estou gravando um DVD e coletando imagens para um trabalho sobre a educadora e poetisa baiana Amélia Rodrigues.

Estou com uma equipe bem legal, com amigos e família o que faz com que o trabalho vire diversão e prazer e a saudade do calor baiano fique menor.

Beijos e abraços circulantes.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Colunista agora é o novo apresentador do Circulando!

Respeitado e divertido crítico de cinema é o mais novo apresentador da revista eletrônica do rádio que saiu na frente com seus quadros e colunistas

Desde que estreou na Rádio Metrópole, no dia primeiro de dezembro de 2008, o programa Circulando se manteve fiel à proposta de ser a mais completa e divertida revista eletrônica do entretenimento baiano voltada para jovens e pessoas antenadas. Para isso, optou pelo formato dividido em quadros, com a participação de colunistas, repórteres e apresentadores, o que tornou o programa dinâmico e envolvente e chamou a atenção da concorrência. Com um mês no ar, o programa já definiu quase todos os seus colunistas, e hoje, torna um deles, seu terceiro apresentador ao lado de Érica Saraiva e Ricardo Carvalho. Trata-se do jornalista e crítico de cinema João Carlos Sampaio.

Formado em Jornalismo pela UFBA, com especialização em Comunicação e Cultura Contemporâneas, João é pesquisador que atua na análise fílmica há cerca de 15 anos. Já integrou júris dos mais importantes festivais de cinema do país, atuando ainda na seleção de obras para estes festivais e como curador de eventos de cinema em vários Estados brasileiros, onde também costuma integrar seminários e debates. João Carlos Sampaio é crítico de cinema do jornal A TARDE, e, a partir de hoje, às 22 horas, um dos apresentadores do programa Circulando!

Balada, show, esporte, cinema, teatro, barzinho, boate... Quer Circular? Então sintonize 101,3 no seu rádio, às segundas, quartas e sextas-feiras, das 22 horas à meia-noite, ou acesse a Rádio Metrópole na internet!

CIRCULANDO – SUA BALADA NO ESTÚDIO!

sábado, 10 de janeiro de 2009

Melhores momentos de sexta-feira!


Olá, circulantes de plantão!

A cada dia que passa, sinto mais e mais prazer em fazer o Programa Circulando. Não só pela satisfação com relação à Rádio Metrópole, que nos proporciona um excelente ambiente de trabalho e nos dá todas as condições para produzirmos este programa, como com relação à nossa equipe, sempre unida e em sintonia.

O resultado só poderia ser um: diversão! Tenho certeza de que quanto mais nos divertimos fazendo o programa, mais divertimos quem nos ouve também. Prova disso foi o programa de ontem. Sexta-feira é dia de Balada no Estúdio, mas também foi dia de muito mais! O DJ AJ Perez fica desesperado de não sobrar tempo pra ele... hihihi...

Marcos Nascimento, vulgo Marquinhos Preto, ou simplesmente Preto, é o nosso novo repórter da Blitz Circulando, e tem se revelado uma atração à parte. Aliás, A atração. Claro! Na sua estréia, quarta-feira, falou com a gente diretamente do banheiro químico do Eva Convida por causa do barulho. E depois não falou mais! Quando o programa começou, Saulo já tinha começado o show, e Durval, saiu da van pro palco, do palco pra van.

Ontem, sexta, era pra ele fazer a abertura de lá do Teatro Jorge Amado com algumas pessoas da platéia da peça "Cócegas", que àquela altura, deveria estar saindo do teatro. Tudo lindo, o horário batia. Quando chamo Marquinhos, brincando se ele iria fazer a blitz do banheiro público do teatro também, eis que ele me surpreende e diz que daquela vez estava no taxi!!! A peça havia acabado mais cedo do que a gente esperava, e a criatura estava num taxi, perseguindo as atrizes que foram jantar fora. Ele até entrevistou o motorista!

Na segunda Blitz, Preto já entrou direto com as atrizes, do restaurante. Ingrid Guimarães falou primeiro e foi ótima! Numa altura da conversa, falei que sua veia cômica já vinha de longe, e contei que me lembrava dela do Acampamento dos Pumas, colônia de férias maravilhosa em Campos do Jordão. Ai virou conversa de comadre! Relembramos o intercâmbio que fazíamos entre acampantes de Salvador e Goiânia, ela disse que tem amigos baianos desde aquela época... Galera, isso tem mais de 20 anos! Vou procurar nas minhas coisas, uma foto que tenho da Ingrid se apresentando como Tina Turner no Show dos Acampantes... Sensacional!

Como o tempo já estava estourado, sugeri entrar com a Heloísa numa próxima Blitz, e a Ingrid se fazendo de desentendida, passou logo o telefone para a amiga. Deviam estar querendo se livrar logo da gente pra comer em paz, né. Mas a idéia era nem mais voltar a falar com elas, pois ainda tinha muita coisa pra rolar no programa. Resultado: acho que a Heloísa estava numa outra vibe... Me deu até um chepo! Quando eu falava do nosso querido Luiz Miranda, e a relação entre eles, fiz menção ao Sob Nova Direção, e ela entendeu que eu achava que eles ainda estavam no ar. Aí já viu, né?

- Fazia, porque o programa já saiu do ar há milênios...

Humpf, então tá.

Por falar em celebridades, tivemos uma participação pra lá de especial ontem. Gustavo Lago, colaborador do Portal Axezeiro, salvou a gente ontem no quadro Circulando nos Bastidores. Manoel Guedes teve que viajar, e como eu só recebi o recado meio em cima da hora, tive que correr contra o tempo para arranjar um substituto. De imediato, pensei em pessoas de nome na área, para justificar a presença apenas como convidado. Meu amigo Josemar Arlego ficou de standby para no caso de eu não conseguir outra pessoa. O bichinho está empenhado no objetivo de passar em concursos para garantir o seu ganha-pão, e teria que acordar às 5 horas hoje para uma prova. Meu querido amigo Michel Telles agora trabalha na Piatã FM. Alex Lopes, que fez a Blitz na segunda-feira, sumiu, Rafael Albuquerque estava sem carro e mora longe, Jansen do Axezeiro havia deixado o celular no armário... Aí, Mayra, editora-chefe do Axezeiro, que estava de castigo em casa tomando conta do cachorrinho dodói, sugeriu o glorioso Gustavo Lago, que foi SHOW DE BOLA! Obrigada por tudo Gustavo, as portas estão abertas pra você, viu?

Por fim, a participação especialíssima do guitarrista da melhor banda brasileira de heavy metal de todos os tempos! O Andreas Kisser foi demais conversando com a gente por mais de 10 minutos, ao vivo, sobre o show de lançamento do A-LEX em Salvador domingo, e sobre as novidades da banda.

Falou do Rock Verão, de bandas baianas que conhece citando Pitty, dos caras que vão tocar domingo com eles, do CD que sai semana que vem, da saída do Igor Cavalera e da entrada do Jean Dolabella, do clipe gravado em dezembro...

For falar em "jaca" [risos]... Por falar em clipe, um dos momentos engraçados da conversa foi quando Rick fez uma pergunta bastante pertinente, diga-se de passagem, mas citando um fato como se o Andreas obviamente soubesse... Só que nem eu nem ele sabíamos que aquela chuva da famosa cena de "Cantando na Chuva" era de leite por causa do efeito que o leite dá na imagem com a iluminação! A chuva de leite no clipe "We've lost you", que será lançado ainda este mês, é de leite assumidamente, por causa do "leite da ultraviolência" do livro Laranja Mecânica, em que o CD foi baseado.

Enfim, o DJ AJ Perez pôde fazer zoada no Circulando para fechar com chave de ouro, o programa.

ADOREI! E você?

Ganhadores do programa desta sexta-feira, dia 09 de janeiro de 2009


A partir de agora, os ganhadores de sexta-feira também poderão buscar seus prêmios durante o fim de semana na Rádio Metrópole. Basta comparecer à rádio na rua Conde Pereira Carneiro, número 226, Pernambués, durante o horário comercial e resgatar os prêmios na portaria, mediante apresentação de documento de identificação e assinatura.

ROMÁRIO SOUZA: 01 par de ingressos para a peça "Cócegas" com Ingrid Guimarães e Heloísa Perrissé no Teatro Jorge Amado, no sábado + 01 par de ingressos para o filmo "Se Eu Fosse Você 2" + CD de Márcio Mello.

ANTÔNIO ROBERTO BARBOSA: 01 par de ingressos para a peça "Cócegas" no domingo + 01 par de ingressos para o filme estréia da semana "O Dia em que a Terra parou" + CD "Funk in the House" do MC Sapão e do MC Frank.

ATENÇÃO: O espetáculo "Cócegas" fica em cartaz em Salvador APENAS neste fim de semana. Favor retirar os ingressos na Rádio Metrópole o quanto antes!

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Artistas divulgam informações em primeira mão para o Circulando!


O Circulando desta quarta-feira foi recheado de informação e de convidados especiais! Parece mentira, mas as duas horas do programa passaram voando!

Na ponga de falar das estréias da semana nas telonas com João Carlos Sampaio, como acontece toda quarta-feira no Circulando no Cinema, a gente conversou com Bernardo Mendes, ator que fez o carismático Bodão da série Malhação da Rede Globo, e que agora está em cartaz nos cinemas de todo o Brasil com o filme "Se Eu Fosse Você 2". Muito simpático e entusiasmado com a fase na carreira, ele falou da experiência de fazer o seu primeiro filme com uma equipe de ponta e com sucesso de bilheteria, e adiantou, em primeira mão para o Circulando, que foi convocado para fazer mais um longa! Ainda este mês, Bernardo começa a filmar "Os Normais 2", que deve estrear no fim desse ano.

Outro "furo" do Circulando foi com a cantora Alinne Rosa. A vocalista do Cheiro de Amor foi ao programa para falar do projeto Cheiro Summer Time, que terá sua terceira edição da temporada 2008/2009 neste próximo domingo, com Cheiro, Chicafé e Jorge Vercillo. O primeiro Summer Time do ano, também será o de lançamento do DVD Cheiro de Amor Acústico gravado em julho no Forte São Marcelo, com várias participações, entre elas, a do próprio Jorge Vercillo, que falou ao vivo com a gente por telefone.

Mas a novidade ficou por conta do carnaval. Alinne contou, em primeira mão também, o tema do seu carnaval que vai inspirar suas fantasias e os abadás dos foliões. No mesmo clima do Bom Dia Rosa, ação em que a cantora, pessoalmente, mobiliza os seus fãs quanto a questões sociais, a banda Cheiro levantará a bandeira de campanhas conscientizadoras como a do câncer de mama, do combate à AIDS, à exploração infantil e a favor do meio ambiente/reciclagem em seus quatro dias de carnaval: quinta-feira no Bloco Yes e domingo, segunda e terça-feira no Bloco Cheiro de Amor. No que depender dos "seguidores" da banda, que só no Circulando, ligaram de São Paulo, Minas, Manaus e até de Londres (!!), a idéia vai dar resultado! Palmas para Alinne, ponto pro Cheiro!

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

CIRCULANDO - Entretém e fala de entretenimento!


Afinal, o que é entretenimento? Tudo aquilo que é capaz de prender a atenção, gerada por interesse, distração ou divertimento. A apresentadora Érica Saraiva e o professor Ricardo Carvalho acreditam que esta é a maneira de disseminar cultura e conhecimento: entretendo. Em meio à mesmice de noticiários, programas de denúncia e de gente querendo se promover, eles apresentam um bem humorado programa de variedades, experimentando novos formatos, e explorando os recursos do rádio, para deixar o ouvinte a par de tudo o que acontece por aí!

Esperamos que gostem!

CIRCULANDO - SUA BALADA NO ESTÚDIO!